MPMF_G03-Rede de Residências Artísticas

O projeto se propõe a pulverizar e complementar o circuito de arte contemporânea existente em São Paulo através da disponibilização de ESPAÇOS FÍSICOS para PRODUÇÃO, DISCUSSÃO e RESIDÊNCIA artística. Com incentivos aos artistas, essa rede de espaços públicos na cidade contribuirá com a disseminação e acessibilidade no que diz respeito ao que se produz nesses espaços. Além disso, em cada região onde for inserida uma unidade, será um novo elemento na dinâmica desse contexto específico, proporcionando novas trocas e interações entre aquela comunidade. Os objetivos, portanto, incluem: criar espaços de produção de arte, de habitação, de circulação publica e interação social, além de intensificar o circuito de exposições e eventos para disseminação de trabalhos artísticos.

 

A nova rede proposta possui quatro residências situadas respectivamente nos bairros de santana, pari mooca e campo belo. As localidades foram escolhidas de forma a dissolver a alta concentração do circuito artístico do centro, levando espaços públicos e culturais de qualidade para outras regiões da cidade. Além disso os quatro espaços foram estudados quanto ao seu entorno em termos de mobilidade urbana e usos predominantes. E deu se inicio ao levantamento de dimensões de cada terreno, plantas e elevações.

mapa da rede de residências propostas

 

Os terrenos escolhidos compõem um quadro de terrenos subutilizados, lotes vazios e e lugares abandonados.O projeto prevê quatro tipos de abordagem possíveis: construção “do zero”, associação, retrofit e restauro, que, combinadas de diferentes maneiras, resultam em diferentes projetos.

tipos de abordagem

-SANTANA= construção “do zero”

-PARI= restauro + retrofit + associação

-MOOCA= restauro + retrofit

-CAMPO BELO= restauro + associação

Dentro de cada unidade foram propostos programas em comum que dizem respeito a parte privada da residência, e programas variáveis quanto ao uso público.

programas estabelecidos para cada unidade

Todas as unidades possuem programas privados e de uso restrito dos artistas residentes, ateliês, dormitórios, cozinha e banheiro, além de programas mistos, ou seja de uso semi-privado, e os de uso público, que tem como função criar áreas de convívio e disseminação da arte na cidade de São Paulo.

relações entre o uso privado, semi-privado e público

 

0 comments on “MPMF_G03-Rede de Residências ArtísticasAdd yours →

Deixe uma resposta