G36 MOINHO MATARAZZO

O material a ser apresentado conterá quatro painéis (160 cm x 110 cm) frente e verso, organizados em um quadrado expositivo, tendo cada uma das frentes uma forma de análise:
1. pesquisa de material na internet;
2. aproximação atual e física;
3. relações tridimensionais e com a cidade;
4. desenhos técnicos e colagens sobre o uso.
E no fundo destes, a conjuntura paulista, brasileira e do edifício em relação à todos os acontecimentos já pesquisados em forma de linha do tempo. Mesmo sendo uma linha do tempo, a ideia é não ser linear, sendo assim conterá mais de uma lógica de organização, com sobreposição de informações em escala. Como por exemplo: o tempo linear, o tempo de descoberta do trabalho, o tempo do moinho matarazzo como edifício, o tempo da ascensão e queda do império matarazzo, o tempo de São Paulo.
Não somente analisamos o Moinho, como também imaginamos seus futuros possíveis, especulações de diferentes usos e formas de apropriação e requalificação do edifício sob a forma de uma perspectiva crítica ilustrada.